segunda-feira, 1 de dezembro de 2008

Tudo passa....

Tudo passa,mas o que mais deixa sua marca e a cólica das mudanças,sem dúvida é o tempo.
Só o tempo nos faz mudar de idéia,voltar atrás,aprender a aceitar e arriscar mais
De tudo que passa só resta lembranças e um desejo no fundo de ter tudo de volta,de ser quem era antes,de entender o que já não é mais permitido.
E o que fazer com essas coisas que ficam? Esses resquícios,esse rabiscos...talvez jogar tudo no lixo!
E onde colocar tantos valores? Se agora já não servem pra nada e como se repor á essa nova jornada...
É difícil superar mudanças e mais difícil ainda é aceita-las
É difícil conquistar um novo espaço ou reconquistar o SEU espaço...
Não tenho muito a dizer,só que esse texto é um desabafo.
beijos :*
Nah




6 comentários:

Malú disse...

ah, o tempo. quando não corre, parace que estaciona.
Nossa, quando cheguei nos últimos capítulos de Breaking Down, me proibi de ler mais de um por dia. Sacrifício, mas valeu a pena! Chorei que nem tonta quando acabou. minha mãe pensou que tinha ficado doida. e não deixa de ser verdade, né..
bom, minha amiga baixou o filme, mas eu me recusei a ver. quero ter o gostinho de supresa quando for ver na estréia! OMG, TÁ CHEGAANDO! :')
bjs*:

Má. disse...

No fundo eu acredito que o tempo só torna as coisas piores. As coisas boas deixam saudade, as ruins arrependimento. e vai chegando no final do ano eu começo a pensar o quanto tenho meod das mudanças. E quanto tempo eu perco tentando me adaptar a elas.
;/

;***

Marcella *-* disse...

Aprendi que tudo passa.
Minha postagem foi sobre isso.
Dê uma olhada!

(Otima Ilustração)

Bso!

▀█ Camila Siqueira ♣ disse...

Tudo passa e no máximo deixa as suas marcas!

kellen valeska disse...

Oie..
Tudo passa,mas ainda restam as lembranças e saudade daquilo q não volta.
Mas a saudade é a certeza de que o passado valeu a pena.

O difícil é aceitar as mudanças mas com o tempo vamos nos acostumando com a nova situação:)

bj
Bom fds
Ótimo post

Jerri Dias disse...

Um dos princípios filosóficos do Budismo é o da Impermanência. O mundo ocidental tem esse pensamento falso e fantasioso de que tudo é para sempre quando a relidade mostra justamente o contrário.

Nando,

Já ouvi falar sobre A VIDA SEXUAL DO DITADORES, parece um livro bem interessante.