quinta-feira, 9 de outubro de 2008

Um adeus e um oi


É isso, acabou aqui.
Inegável foram os momentos bons nesses 18 anos morando juntos,porém tudo um dia tem um fim e esse é o nosso começo,começo de uma nova etapa,fim de uma longa jornada .
Não pense você que eu vim aqui lamentar a minha nova solidão e dizer que a minha vida nunca mais será a mesma.Ficarei só,não sei por quanto tempo,e esse fato fará que a minha vida não seja como antigamente,mas não vou reclamar.Não.
Todas as coisas que eu deixei passar por não ser de seu agrado,tudo que no jogo de cordas eu perdi por você ter a maior força,tudo agora será realizado.
Vou sair por ai, trabalhar, badalar, passar o dia com cremes no rosto e me sentir bonita e não inútil, passar a tarde batendo perna na rua e não ter que escutar de você que estourei o cartão de credito,ou simplesmente ficar em casa assistindo um DVD,comendo pipoca com brigadeiro e não ter que logo em seguida lavar a louça por que você não gosta de bagunça.Vou viver a vida do meu jeito,mesmo que esse jeito seja quase todo por causa de você,a união de coisas boas e ruins que eu vi em você e que fizeram de mim o que sou;então melhor dizendo,viverei do seu jeito ,porém sobre o meu ponto de vista.
Mas também não ache que vou sair por ai falando mal de você querido, não!
Você sempre foi maravilhoso comigo, passamos momentos inesquecíveis e isso eu também vou levar na minha bagagem, tatuado no peito, assim como a tatuagem de cereja que farei e que você nunca nem gostou da idéia. Desculpa. Nesses anos aprendi a ser teimosa e persistente,medrosa e agitada,simples e companheira,tudo com você.
O real sentido dessa carta,eu acho,é simplesmente pra agradecer.
Agradecer por mim,pelo o que foi,o que sou agora,e pelo que serei(mesmo que você não goste do que acontece no meio de cada fase).
Tudo devo a você,e eu nunca conseguirei pagar essa divida.
Mas será uma divida gostosa ,assim como a saudade do meu quartinho,das festinhas de aniversario e de todas as vezes que fomos pra praia juntos.
Vou saindo de casa agora papai, mas eu sei que essa casa sempre vai estar dentro de mim.
Mas quem sabe você não pode guardar agora dentro de você, uma parte para a minha casinha que você vai visitar próximo fim de semana?


Carta de independência, libertação,de agradecimento,ou de simples mudança de menina pra mulher.


Mah

8 comentários:

Boozy ~* disse...

você acabou de realizer o meu sonho maior sonho, sair da casa dos meus pais *-*
parabéns!

Mandy ♥ disse...

ah, que sorte,que sonho.
Independência,liberdade,não tem coiisa melhor.

PS: eu ainda não sou independente e não tenho total liberdade, mas pretendo fazer assim, como você .

beiijos s2*

;) disse...

Lindo, lindo, LINDO!

Com o olho cheio de lágrimas, contemplo aquilo que será um dos textos mais doídos que eu dia eu vou escrever.
Mas isso é um tchau e um oi...
Amei meesmo... de coração!

;***

▀█ Camila Siqueira ♣ disse...

É uam carta de alforia..!kkkkkkkkk
Zuando viu!..boa sorte nessa nova etapa da sua vida!

Boozy ~* disse...

poakposkas,
me empolguei com o seu texto, você escreve muiito bom .. ;DD
Concordo com você, a gente tem que fazer por onde pra conseguir ser independente ..

ps. roubei sua frase se você não se importar ;DD


;*

GaBe- disse...

que post heein!?
valeu a pena ser lido e relido.
beijos querida:*

;) disse...

Eu gostei de verdade... pq sei que ano que vem eu estarei tentando escrever uma com o mesmo sentido...
E provavelmente não consiguirei.

**Minhas dores diminuem mesmo quando eu escrevo, é prender no papel, pelo menos uma parte, das coisas que me corroem.

Beeeijão

Jerri Dias disse...

Parabéns! Que venham novas conquistas!